AUSÊNCIA PATERNA E SUPERAÇÃO

Vejo algumas mães preocupadas com algumas de nossas publicações sobre as consequências da ausência paterna (na maioria das vezes o ausente é o pai) na formação de crianças e adolescentes.
Em certos casos, essas graves consequências podem ser desde um leve desajuste social, distúrbios de personalidade, ou até, a produção de danos cerebrais, que já foram constatados, em diversos estudos de psicologia e psiquiatria em todo o mundo.
Entretanto, aqui estamos esclarecendo, que tudo depende de cada caso, e de como cada menor vai assimilar tal ausência ou rejeição paterna. É preciso tranquilizar que em diversos casos, a presença das mães, bem como, de outras referências positivas, vão suprir perfeitamente a ausência do pai omisso!
Os diversos trabalhos que publicamos por aqui, nas redes sociais, ou em meu livro (ABANDONO AFETIVO, Editora OWL, 2015) certamente não foram fruto de ilações deste advogado, pois é certo que não tenho a formação para isso, mas foram fruto de um trabalho sério de pesquisa, durante 6 anos, em dezenas de livros e artigos (sempre citando as fontes) de psicologia, de psiquiatria, bem como de estudos de diversas universidades do mundo!
Mas hoje venho aqui acalmar um pouco essas guerreiras, que lutam sozinhas, assumindo as duas funções na criação desses pequenos seres em formação.
Quero com um exemplo, lembrar a todas, que o homem mais poderoso do mundo atualmente, foi criado sem o seu pai:
– BARACK OBAMA, o presidente dos Estados Unidos da América!
Obama vive sem o pai desde os 5 anos de idade, quando pai e mãe separaram-se, e o genitor mudou para a África. Depois disso, Obama só viu seu pai uma vez antes da morte do mesmo em um acidente automobilístico, no ano de 1982.
E isso, jamais o impediu de se tornar um importante líder comunitário, ter se formado em Direito na conceituada Universidade de Harvard, ser Senador, e finalmente, Presidente dos Estados Unidos da América.
Ademais, com o assédio diário que sofre da mídia devido ao cargo que ocupa, é fácil notar em suas atitudes, que Obama é uma referência mundial como PAI.
Portanto, é preciso continuar na luta contra o abandono de filhos, cuidar bem desses pequeninos, e ter sempre a certeza, que no final, tudo vai dar certo!

CHARLES BICCA
Advogado e autor do livro ABANDONO AFETIVO
(www.owleditora.com.br)

Acesse: www.facebook.com/abandonoafetivooficial
www.facebook.com/groups/abandonoafetivo

ANUNCIE AQUI e apoie essa causa!

Publicações relacionadas