ABANDONO AFETIVO e suas graves consequências

A criança abandonada pode apresentar deficiências no seu comportamento social e mental para o resto da vida. A dor da criança que esperava por um sentimento, ainda que mínimo, de amor ou atenção, pode gerar distúrbios de comportamento, de relacionamento social, problemas escolares, depressão, tristeza, baixa autoestima, inclusive problemas de saúde, entre outros devidamente comprovados por estudos clínicos e psicológicos. Diversos são os estudos promovidos no sentido de comprovar os danos mentais e clínicos em menores negligenciados pelos pais. Nas palavras de Isabela Crispino, “Já é pacífico, entre as psicólogas e assistentes sociais, o entendimento de que criança abandonada pelos pais sofre de trauma e de ansiedade, que irá repercutir, diretamente, em suas futuras relações, fazendo-a perder sua confiança e autoestima” .
O que se percebe nos estudos é que, em muitos casos, essa lacuna deixada pela ausência dos pais, ou de um deles, na maioria das vezes, o pai, é preenchida por outras figuras presentes em sua vida. Os danos de ordem psíquica ou moral, vão depender de cada situação, da vulnerabilidade de cada um, da idade, da participação do outro genitor, bem como do ambiente em que vive, entre outros fatores.
No entendimento de Gisele Groeninga, a Ciência da Psicanálise demonstra que quando há a falta de afeto, abandono ou rejeição, vez que a criança não encontra os modelos de identificação, ocorre a ameaça da integridade psíquica, cuja consequência é falhas no desenvolvimento da personalidade .
Segundo Melvin Lewis, um dos mais renomados professores de Psiquiatria Infantil, os pais, como modelos e guias, possuem um papel de contribuir para o desenvolvimento de uma personalidade sadia, controlando seus impulsos e comportamentos, cuja ausência ou disfunção muitas vezes acarreta abalo na personalidade.
Estudos comprovam que a figura do pai é a responsável por transmitir limites ao filho, por ensinar a diferença entre o certo e o errado, introduzindo a criança de forma efetiva na sociedade.
Deve assim, não só a mãe endereçar a figura e autoridade do pai, como este, ocupar o seu devido lugar e assumir tal responsabilidade moral perante a criança.

(Trecho do livro ABANDONO AFETIVO – www.owleditora.com.br)

ANUNCIE AQUI e apoie essa causa!

Publicações relacionadas

  • Boa noite a todos ,
    Preciso muito da ajuda de alguém ,pois eu estou já esgotada ,nem os pais dele ligam mais a muito tempo para minah filha,me sinto só nesta batalha,ela é uma menina inteligente e reservada demais,uma artista desenhista,notas maravilhosas na escola,porem uam criança triste,no olhar.
    Por favor me ajudem,este é um grito de socorro,eu também fui abandonada por ele na minah gravidez,desde que ele sou be me convidou para ir tirar o meu bebê,eu fugí dele ,para longe dele,quando grávida ,recebia telefonemas de mulheres dizendo ser noiva dele,outra era namoradae iria mandar me matar , fazer eu engolir o feto,dofrí horrores por telefonemas,muitos de numeros da cidade dele,e agora a dois anos atrás ,a minah filha sofreu com conversas ,penas que não gravei,pois foi inesperado ,se ele não a ama ,coitado é dele,mas mandar mulher ligar para dizer que ele odeia a filha e mãe,é sofrido demais,por conta de uma pensão que está sendo cobrada dele.
    que pagou quando foi executado em 2009 e nunca mais pagou nada,até hoje,eu estou revoltada com isso tudo vindo da parte dele.eu já me atorodei demais ,desde a minah gravidez até aqui,só nervoso.hoje sou aposentada por invalidez,ando muito pouco,tive V C E ANEURISMA ROTO EMBOLIZADO ,GRAÇAS A DEUS.
    MAS,ELE TEM QUE AJUDAR E SÓ QUANDO O BOLSO DÓI É QUE ELES APARECEM E SE REDIMEM COM SEUS FILHOS,INFELIZMENTE.
    GOSTARIA DE UMA LUZ DE VOCES COMO FAZER PARA PROCESSÁ-LO POR ABANDONO AFETIVO PARA COM A FILHA.
    MUITO OBRIGADA !

    • admin

      Bom dia Rosi,
      Desculpa somente ter visto essa mensagem agora.
      São tantas mensagens pelo facebook que as vezes essas aqui demoram mais….
      Meu nome é Charles, sou o administrador do site e da página http://www.facebook.com/abandonoafetivooficial.
      Me mande a mensagem novamente por la ou no meu email particular service.sc@ig.com.br
      Vou lhe dar todas as orientações necessárias
      Obrigado